Não me leve a mal, me leve para Milão.

 

Após meses adiando esse momento, cá estou em uma noite de sábado chuvosa de setembro, acompanhado de um bom espumante uruguaio,  surge a vontade de eternizar… já adianto que foi uma das melhores experiências até esse momento,                a Itália é tão linda que se tivesse condições iria anualmente viver algumas loucuras gastronômicas por lá. Terra de gente bonita, elegante, autêntica… talvez seja por isso que amamos tanto esse povo. Na minha humilde e benevolente opinião, acredito que dentre os países da Europa, esse seja de longe o mais parecido conosco, creio que pela intensidade daquele povo, pelo amor que pulsa, pelo sentimento que se sente.

Comecei a saga italiana dia 24 de abril 2014 pelo meu portal de escape preferido, Guarulhos, terminal 3, 18h. Check in okay, passaporte em mãos rumo a Itália com um mini stopover em Amsterdã, mas isso não é o assunto do momento, outra oportunidade conto um pouco sobre essa terrinha de insanidades. A cidade italiana escolhida para começar a aventura foi Milão, chegamos por volta das 18h do dia seguinte, pegamos um táxi rumo ao hotel.

De banho tomado, partimos para a região notívaga de Naviglio Grande, ao chegar por lá, confesso que fiquei um pouco espantado pela quantidade de pessoas, bares, clubs… impossível não dar aquela vontadezinha de ir comendo um pouquinho de tudo, pizzarias em cada quadra, os famosos gelatos também eram presentes. Uma tortura para quem curte ser uma formiguinha, louca por doces e carboidratos. hahahha. Paramos em um restaurante, se não me engano no El Brellin, comemos uma pizza margueritha e depois escolhemos uma gelateria para provar o verdadeiro italiano…. não vou me prolongar nos elogios, mas de fato eles honram o famoso selo italiano, é tudo muitoooo bom!

Dia seguinte, foi dia de bater perna pela cidade da moda, e mesmo sendo um domingo qualquer ao entrar no metrô já percebi que viver por ali não seria nada fácil, o nível de estilo dos habitantes é impressionante. Da criança de colo até o idoso, todos são extremamente vaidosos, cortes de cabelo perfeitos, barbas simetricas, ternos e camisas alinhadíssimas, firmando que a linha fit wear veio para ficar! Com toda certeza, Milão naquele momento levou meu coração.

Duomo, Galeria Vittorio Emanuele, Paque Sempione, Arco della Pacce e Museu Cenacollo são todos muito próximos, recomendo a visitação de todos sem exceção. Para petiscar durante o dia, indico o Café Armani, Sorveteria Amorino, Restaurante Crocco. Andar pela cidade é muito fácil, e garanto que se você chegar a se perder por lá não terá nenhuma surpresa desagradável, o máximo que pode ocorrer e você encontrar um café charmoso de esquina ou uma gelaria com aquele sorvete cremoso… Milão quero te ver em breve!

 

 

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s